Comité da Zona Verde, T3 e Matola A mais autónomo 

Comité da Zona Verde, T3 e Matola A mais autónomo 

Esta acção foi desenvolvida no âmbito das actividades de engajamento comunitário para participação no processo de governação a nível local. Neste contexto, a Livaningo criou no ano 2015, comités de desenvolvimento local nos bairros de Zona Verde, T3, Machava e Matola “A” e que tem estado, em coordenação com a organização, a desenvolver diversas actividades de modo a mobilizar e sensibilizar a comunidade sobre o seu papel no desenvolvimento do Município, através da participação comunitária nos processos de governação urbana….

Read More Read More

Politica Florestal exercitando a participação publica desde a definição da metodologia 

Politica Florestal exercitando a participação publica desde a definição da metodologia 

A informação foi dada a conhecer durante um encontro realizado no mês de Fevereiro, na cidade de Maputo, onde estiveram reunidas várias organizações da Sociedade Civil, sendo uma delas a Livaningo e representantes do governo. As consultas públicas serão realizadas a nível nacional, num total de dez. Como metodologias para estas consultas, estão previstas reuniões em cada Província ou consultas dirigidas (Privilegiando fóruns e redes de Organizações da Sociedade Civil, Sector Privado para recolha de informações consertadas para a reunião…

Read More Read More

Xinavane uma nova realidade no acesso a energia

Xinavane uma nova realidade no acesso a energia

A colecta de combustível geralmente é trabalho de mulheres, mas é repleta de perigos; elas estão sujeitas à riscos durante a busca por lenha muito necessária, a fim de alimentar suas famílias. Nalgumas áreas, as fontes locais como a lenha estão completamente esgotadas (como é o caso do posto administrativo de palmeiras, Mapulanguene, Mahel e entre outros), levando as mulheres a caminhar cada vez mais longe ou a desenterrar raízes de árvores, eliminando qualquer possibilidade de as árvores voltarem a…

Read More Read More

ANÚNCIO PARA CONTRATAÇÃO DE UM CONSULTOR PARA A PESQUISA – ANALISE DE RECURSOS FINANCEIROS ALOCADOS PARA AS MUDANÇAS CLIMÁTICAS EM MOÇAMBIQUE: TRANSPARÊNCIA E INTEGRIDADE NA GESTÃO DE FUNDOS

ANÚNCIO PARA CONTRATAÇÃO DE UM CONSULTOR PARA A PESQUISA – ANALISE DE RECURSOS FINANCEIROS ALOCADOS PARA AS MUDANÇAS CLIMÁTICAS EM MOÇAMBIQUE: TRANSPARÊNCIA E INTEGRIDADE NA GESTÃO DE FUNDOS

Em 2002, foi implementado um novo Sistema de Administração Financeira do Estado (SISTAFE) através da Lei nº09/2002 e este prevê que o SISTAFE tenha como função principal de fornecer informações públicas, oportunas, precisas e completas sobre recursos públicos ao público, para que todas as contas fiscais públicas possam e sejam interna e externamente controladas pela sociedade civil e outras partes relevantes. Recentemente na Conferencia das Partes sobre Mudanças climáticas (COP24) realizado na Katowice, Polônia em 2018, as nações dos países…

Read More Read More

Comitês de Gestão de recursos Naturais capacitados em matéria de poupança e credito Rotativo

Comitês de Gestão de recursos Naturais capacitados em matéria de poupança e credito Rotativo

Um total de dois Comitês das províncias de Nampula beneficiaram no mês em curso de um treinamento em matéria de poupança e credito Rotativo. Trata-se dos Comitês de Namigonha e Matharia, ambos localizados no distrito de Ribaué. Segundo, a coordenadora do projecto, Joana Nhassengo, pretende – se com esta iniciativa munir as populações de baixa renda de ferramentas organizativas para de forma independente promover o acesso dos serviços financeiros locais. Esta acção é resultado do trabalho que a Livaningo vem…

Read More Read More