Livaningo e Ministério Público preocupados com as comunidades afectadas pela Green Resources

Livaningo e Ministério Público preocupados com as comunidades afectadas pela Green Resources

A Procuradoria Provincial de Nampula está no terreno a fazer o levantamento das preocupações de cerca de 300 camponeses, residentes no distrito de Ribaué que perderam a terra e suas culturas para a empresa Lúrio Green resources. As comunidades exigem justas compensações pelas culturas destruídas pela empresa, para dar lugar a plantação de eucalipto, falsas promessas de implantação de projectos  sociais como postos de saúde, escolas, furos de água, vias de acesso e pontes, emprego para jovens locais, projectos de geração e renda, entre outros.

A intervenção da Procuradoria Provincial de Nampula que pode culminar com a instauração de uma acção criminal contra a Green Resources, só foi possível graças aos trabalhos incansáveis de advocacia da Livaningo e do Comité de Gestão dos Recursos Naturais de Namigonha.

Livaningo and Public Ministry  concerned about the communities affected by Green Resources

The Nampula Provincial Prosecutor’s  is on the ground to raise the concerns of about 300 peasants, residents of the Ribaué district who lost their land and their crops to the company Lúrio Green resources. Communities demand fair compensation for crops destroyed by the company, to make way for eucalyptus plantations, false promises to implement social projects such as health posts, schools, water holes, access roads and bridges, employment for local youth, generation and income, among others.

The intervention of the Nampula Provincial Prosecutor’s which may culminate in the initiation of criminal action against Green Resources, was only possible thanks to the tireless advocacy work of Livaningo and the Natural Resources Management Committee of Namigonha.

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *