Continua o drama das famílias afectadas pelo ciclone IdaI: Água da chuva interrompe estrada Sussundega/Dombe

Continua o drama das famílias afectadas pelo ciclone IdaI: Água da chuva interrompe estrada Sussundega/Dombe

A ligação rodoviária entre a sede do distrito de Sussundenga e a Vila de Dombe, em Manica, através da Estrada Nacional 260, está interrompida desde a manhã da terça-feira (11 de Fevereiro) na sequência da subida do caudal do rio Chincono, na região de Darue, em consequência das chuvas intermitentes que continuam a cair um pouco por toda a província de Manica.

Citada pelo diário Notícias, a administradora de Sussundenga, Rosa Bias Luís, informou que o corte aconteceu na Estrada Nacional 260, numa região baixa, onde a água galgou a ponte e inundou a estrada num troço de cerca de 100 metros. O local, segundo a fonte, sofre, ciclicamente inundações, durante o período chuvoso, inviabilizando a circulação de viaturas e pessoas. Rosa Bias disse ainda que a única alternativa para alcançar as vilas de Dombe e Mossurize é transitar via Inchope, através da localidade de Chitausse, em Chibabava, na província de Sofala.

Cerca de três mil famílias do posto administrativo de Dombe que foram reassentadas após terem sido assoladas pelo ciclone Idai, estão a braços com as enchentes que inundaram os seus campos de cultivo.  Este infortúnio acontece numa altura em que as famílias começavam a trilhar o caminho para a sua restruturação, através da produção agrícola que é a base de subsistência das comunidades de Sussundenga, considerado o maior celeiro da província de Manica.

Com a falta de ligação do posto administrativo com outros pontos da província se agrava a situação de instabilidade e insegurança alimentar. Embora haja um esforço considerável de organizações da sociedade civil e do governo para apoiar as famílias no processo de reestruturação este cenário afecta bastante as mesmas, pois incide directamente naquilo que é a fonte da sua subsistência.

A Livaningo encontra-se em contacto com as lideranças locais para apurar os danos e o ponto de situação da população residente em algumas localidades do distrito de Sussundenga, visto que a organização está promover um projecto ainda numa fase embrionária. A iniciativa visa dar apoio às famílias no processo de reconstrução após o ciclone Idai.

 

Comments

comments


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *