VÍTIMAS DE DESABAMENTO DA LIXEIRA DE HULENE CLAMAM PELO PAGAMENTO DE RENDA DE TRÊS MESES

VÍTIMAS DE DESABAMENTO DA LIXEIRA DE HULENE CLAMAM PELO PAGAMENTO DE RENDA DE TRÊS MESES

Estão atrasados os pagamentos de renda das vítimas de desabamento de resíduos sólidos na Lixeira de Hulene. As famílias já se mostram preocupadas e desgastadas com a situação, uma vez que era suposto terem recebido os valores no passado dia 06 de Novembro.

Visando apurar a razão da demora do desembolso dos valores para o pagamento de renda, a comissão das vítimas reuniu na semana passada com os representantes do Conselho Municipal da Cidade de Maputo que explicou que o Ministério da Terra, Ambiente e Desenvolvimento já solicitou o valor junto do Ministério da Economia e Finanças e aguarda resposta. Presume-se que o problema deverá ser ultrapassado esta semana.

Recorde-se que após o desabamento da montanha de resíduos sólidos na Lixeira de Hulene que matou 16 pessoas, o Governo demoliu mais de 200 casas das famílias que residiam nas cercanias da lixeira, prometendo a construção de casas no bairro Possulane, distrito de Marracuene. Enquanto as vítimas aguardam pelas casas a serem erguidas, o Governo anunciou o pagamento de rendas de 10 mil meticais por mês para casa familia. O valor é desembolsado trimestralmente.

Baixo assinado contra a qualidade das casas em Banho Maria

Recentemente os beneficiários das casas que estão sendo construídas em Possulane fizeram um baixo assinado contra a construção de casas numa zona baixa e propensa a inundações. Para refrear os ânimos, o Governo prometeu sanar o problema, contudo, volvido mais de um mês nem água vai, nem água vem.

Comments

comments


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *