Ciclone Kenneth na origem de refugiados climáticos em Cabo-Delgado

Ciclone Kenneth na origem de refugiados climáticos em Cabo-Delgado

Refugiados climáticos ou ambientais são pessoas forçadas a emigrar de sua terra natal em função de mudanças no meio ambiente. Algumas das causas de migrações motivadas pelo clima são a desertificação, a subida do nível do mar, secas, e a interrupção de eventos climáticos sazonais, como as monções.

A Livaningo está na província de Cabo-Delgado no âmbito do projecto “Refugiados Climáticos: Impacto das Mudanças Climáticas nas Zonas Costeiras”, financiado pela Counterpart International – USAID).

Na cidade de Pemba, encontramos no acampamento de Chiuiba, 66 famílias idos de bairros como Josina Machel, Chibwabwara e Cariaco, vítimas de ciclone Kenneth que fustigou a província de Cabo-Delgado em Abril deste ano.

A maior preocupação das famílias acantonadas no acampamento de Chiuiba é de terem as suas próprias casas. “As chuvas estão a caminho, essas tendas não vão suportar. Queremos sair daqui. Não podemos voltar para o nosso bairro porque já não temos casas e nem nada”, disseram.

No acampamento de Nanjiwa 2, distrito de Metuge, também reina o desespero das famílias que foram vítimas de ciclone Kenneth e viram-se forçadas a migrarem da localidade Nanjiwa 1 para outros pontos que oferecem melhores condições de vida.

“O ciclone veio alterar a nossa maneira de viver porque, antes do ciclone tínhamos associação de produtores agrícolas e uma outra de produtores de carvão. Depois do ciclone as pessoas estão preocupadas em alimentar as suas famílias individualmente”, lamentou Latina Bacar.

Comments

comments


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *