Livaningo na capacitação sobre reforço do diálogo Político e papel do Governo e da Sociedade Civil

Livaningo na capacitação sobre reforço do diálogo Político e papel do Governo e da Sociedade Civil

A Livaningo, representada pela sua directora executiva, Sheila Rafi esta a participar, desde o passado dia 24 do mês em curso em Copenhaga, na Dinamarca numa capacitação sobre ” Reforço do diálogo político – o papel do Governo, Organizações de Interesse e Sociedade Civil“.

O objectivo desta formação é dotar os participantes de conhecimento sobre os passos necessários e relevantes para estabelecer um bom diálogo e como usar estrategicamente este mesmo diálogo como ferramenta para alcançar a mudança.

Esta capacitação resultou em um Plano de acção denominado Estratégia para melhorar a Execução da Legislação de Florestas em Moçambique, baseada no trabalho que a Livaningo tem feito em Sofala.

 Para a representante da Livaningo, esta é uma oportunidade importante, visto que um dos objectivos do Consórcio de Gestão de Recursos Naturais de Sofala, o qual a Livaningo é Parceiro, tem como objectivo ver as taxas de 20% e 50% canalizadas para as comunidades  de Sofala, em particular nos distritos de Maringue e Gorongosa, num processo transparente e participativo, e 15% aplicados para a reflorestação como estabelecido na legislação.

 “é uma óptima oportunidade, é um grande ganho e aprendizado, o curso é de extrema importância, porque estão a ser ministradas matérias diversas como ferramentas para analisar o contexto, estratégias para identificar e dialogar os stakeholders, medidas para enfrentar situações de conflito, estratégias para melhor influenciar, potenciar melhor as capacidades internas assim como melhorar o networking” disse.

Sheila recomenda que  as demais Organizações da Sociedade Civil que trabalham com advocacia e que tenha  parceiros dinamarqueses que procurem por esta oportunidade de melhorar as suas estratégias e desempenho.  .  Espero que daqui em diante a nossa organização possa fazer uma grande diferença na forma como aborda os assuntos e na forma como trata as evidencias para influenciar mudanças “ finalizou.

No entanto, o momento tem proporcionado alguns encontros frutíferos sob ponto de vista de se ganhar uma visão  de como actuam algumas organizações importantes na Dinamarca, como é o caso do Fórum do Plástico dos Oceanos, a Organização da Indústria Dinamarquesa, a Ms Action Aid Dinamarca e o Outdoo Council Dinamarquês.

Estes contactos puderam mostrar variadas e diversas dinâmicas importantes, por exemplo, traçar  algumas  estratégias para criar espaços de multi stakeholders, sector privado, academia e interessados, e como na Dinamarca se consegue influenciar uma lei ou legislação.Por um lado como conseguir ganhos para ambos lados, os com mais poder e menor poder.Muitas organizações dinamarquesas apostam na mobilização de membros, simpatizantes com a Organização como estratégia para persuadir certos actores a dialogar com a Organização em causa uma vez que algumas possuem mais membros que alguns partidos políticos.

 De salientar que estão a participar desta formação, cerca de vinte e um (21) participantes provenientes de Moçambique, Tanzânia, Gana, Uganda, Indonésia, Laos e Bolívia.

Comments

comments


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *