Comunicado de Imprensa – Tragédia da Lixeira de Hulene: Exigimos responsabilização

Comunicado de Imprensa – Tragédia da Lixeira de Hulene: Exigimos responsabilização

A Livaningo, organização da sociedade civil moçambicana, manifesta a sua solidariedade para com seus membros, activistas residentes no bairro de Hulene, em particular às famílias que perderam os seus entes queridos vítimas da irresponsabilidade governativa na gestão da Lixeira de Hulene, ocorrido na madrugada desta segunda-feira.

Há mais de 17 anos que a Livaningo vem pedindo, manifestando e apelando ao Governo Moçambicano para o encerramento da Lixeira de Hulene e adopção de um sistema apropriado de gestão de resíduos sólidos, devido ao esgotamento do tempo de vida da lixeira e dos riscos que a montanha de lixo poderia causar.

Várias foram as acções realizadas pela organização (debates, marchas, mesas redondas), com vista a sensibilizar as autoridades governamentais, que a melhor solução seria encerrar a Lixeira e construir um sistema de Gestão de Resíduos sólidos apropriado e sustentável.

Ambientalmente a Lixeira de Hulene demonstra um perigo para a saúde pública devido a proliferação de ratazanas, moscas, mosquitos que infestam a zona e arredores; propagação de águas residuais, gases e cheiro nauseabundo que advém dos montes de lixo que são diariamente depositadas. A lixeira contribui para a alteração e contaminação do meio ambiente, resultante da incineração desregrada do lixo proveniente de todos os lugares da capital do país incluindo hospitais. A lixeira também liberta dioxina, um composto orgânico altamente tóxico e causadora de doenças cancerígenas e respiratórias. Leia mais aqui

Comments

comments


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *