IIIª CONFERÊNCIA TRIANGULAR DOS POVO – Moçambique, Brasil e Japão

IIIª CONFERÊNCIA TRIANGULAR DOS POVO – Moçambique, Brasil e Japão

“Não podemos ter medo, temos que resistir na luta contra o ProSavana”

Quem o diz é Sheila Rafi, representante da Livaningo, e membro da campanha Não ao Prosavana, na sua dissertação sobre fortalecimento da solidariedade e colaboração entre movimentos e povos, a quando a realização da III Conferência Triangular dos Povos-Moçambique, Brasil e Japão, que teve lugar em Maputo, entre os dias 24 e 25 de Outubro.

Sheila referiu que os moçambicanos devem ser solidários na luta contra o Não ao Prosavana   “ nós ainda podemos fazer a mudança, não podemos ter medo de resistir. Temos que lutar ate estarmos livres e repensar quais são as alternativas para todos projectos que não beneficiam a comunidade. Temos que estar cada vez mais fortes, temos que estar mais alertas, inteligentes, unidos, coesos para vencer esta luta. Frisou Sheila.

Num outro desenvolvimento, Rafi fez saber que o agro-negócio e uma prática que esta centrada para o benefício dos investidores, e põe em causa a vida dos camponeses “ trazem para o nosso país, programas que prejudicam as populações, e ninguém é consultado. As pessoas são tiradas das suas zonas para sítios sem condições adequadas, a fauna e devastada, o que e produzido com agro-negócio é exportado para fora’’. Concluiu

Refira se que nesta conferência, estiveram presentes cerca de 200 pessoas, dentre elas Camponeses afectados pelo projecto Prosavana, representantes do governo, académicos, representantes da sociedade Civil dos povos dos três países, e público em geral.

Comments

comments


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *