Lançado o documentário sobre “Avanço das Plantações Florestais no Corredor de Nacala”

Lançado o documentário sobre “Avanço das Plantações Florestais no Corredor de Nacala”

 

A Livaningo, Justiça Ambiental e União Nacional das Camponeses lançaram no dia 04 de Maio do ano em Curso, em Maputo, o documentário que retrata o Avanço das Plantações Florestais sobre os Territórios dos Camponeses no Corredor de Nacala, tendo como caso da Green Resources Moçambique, uma empresa de capitais maioritariamente noruegueses.

 O evento que teve lugar numa das salas de conferências da capital do País, contou com a presença de representantes do Governo, representantes das bancadas parlamentares da Assembleia da República, académicos, estudantes universitários, representante das comunidades afectadas pelos programas e públicos em geral. O filme de 30 minutos ilustra o sofrimento e as injustiças vividas pelas comunidades afectadas pelos conflitos de terra com a Green Resources Moçambique e mostra a deficiente monitoria por parte do Governo no processo de implementação dos projectos florestais no País.

Para as organizações da iniciativa, o documentário é um instrumento importante que servirá para difundir e visibilizar as inquietações das comunidades afectadas, para além de permitir que a realidade vivida pela comunidade chegue até aos tomadores de decisão sejam estes autoridades e ou empresa para que a situação seja revertida, as compensações injustas revistas e melhoradas as condições de vida daquelas comunidades. A produção do documentário foi financiada pela Afrikagrupperna, uma Organização Sueca que apoia as organizações da Sociedade Civil.

Sobre a Green Resource

A Green Resources Moçambique pode ser considerada uma sucursal da Green Resources, SA. (GR), a empresa mãe de capitais maioritariamente noruegueses e com mais de 80 accionistas hoje presente em 3 países africanos: Moçambique, Tanzânia e Uganda. A Green Resources, SA foi fundada em 1995, tendo começado as suas acções no continente africano em 1996. Nos três países acima avançados a empresa conta com 10 plantações arbóreas: Bukaleba e Kachung (Uganda); Lindi, Idete e Mnyera (Tanzânia); Niassa Green Resources, Chikweti, Lúrio Green Resources, Tectona e Ntacua (Moçambique).

Comments

comments


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *